Sem categoria

Orientações sobre etiquetagem no processo de fracionamento e unitarização de medicamentos em Farmácias Hospitalares e Serviços de Saúde

01 de julho de 2021

A estruturação de sistemas envolvendo o uso de medicamentos em estabelecimentos de saúde, com procedimentos capazes de reduzir a ocorrência de erros, priorizando-se os modelos de dose individualizada e unitária, com controle efetivo e rastreabilidade informacional do
produto é uma importante recomendação de segurança.

 

SOCIEDADES alerta para etiquetagem de medicamentos 01 07 2021 (1)

Orientações sobre o manejo de medicamentos analgésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares para entubação traqueal

Prezado (a) Associado (a),

Considerando o agravamento da pandemia Covid-19 em todo o território nacional, determinando o aumento da internação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). 

As Sociedades : AMIB, ABRAMEDE, SBA, SBRAFH, ISMP, recomendam as seguintes orientações sobre o manejo de medicamentos analgésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares para intubação traqueal, manutenção de pacientes em ventilação mecânica e

 

anestesia em situações de escassez no contexto da pandemia Covid-19.

Acesse o documento completo Sedoanalgesia no cenario de escassez
21 de março de 2021
Dr. Auguto Key KarazawaTakashima – Presidente da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA)
Dr. Hélio Penna Guimarães – Presidente da Associação Brasileira de Medicina de Emergência
(ABRAMEDE)
Dr. Mário Borges Rosa – Presidente do Instituto para Práticas Seguras do Uso de Medicamentos (ISMPBr)
Dra. Suzana Margareth Ajeje Lobo – Presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB)
Dra. Valéria Santos Bezerra – Presidente da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de
Saúde (SBRAFH)
Demais participantes na elaboração dos documentos
Dr. Alexandre Goulart Pustilnik (SBA)
Dr. Erick Freitas Curi (SBA)
Dra. Emily Santos Montarroyos (SBA)
Dr. Luis Antonio Diego (SBA)
Dra. Michelle Silva Nunes (AMIB)
Dra. Simone Mahmud (SBRAFH)
Dra. Viviane Cordeiro Veiga (AMIB)
Dr. Vicente Faraon Fonseca (SBA)
 

 

 

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA JONNA 2021 – 100% ONLINE

A Jornada Norte-Nordeste de Anestesiologia, a JONNA 2021, rompeu divisas, fronteiras, atravessou o oceano e ganhou o mundo.

Nos tornamos um evento digital que trará para você mais de 40 horas de transmissão ao vivo sobre temas relevantes para a Anestesiologia.

Uma plataforma específica para eventos digitais vai proporcionar conexões entre anestesistas do Brasil, Austrália, Estados Unidos e Canadá. Profissionais que vão trocar experiências, discutir casos e ampliar conhecimento sem precisar sair de casa.

A informação virá até você de forma dinâmica e ágil.

Não fique de fora. Participe. Inscrições pelo www.jonna2021.com.br

Acompanhe a Programação do Evento clicando PROGRAMACAO JONNA 2021 ONLINE

JONNA 100% digital, uma jornada de conexão mundial.

CRISTÁLIA CRIA PLATAFORMA SOBRE TROMBOSE VENOSA PROFUNDA VOLTADA EXCLUSIVAMENTE PARA MÉDICOS

O Laboratório Cristália, indústria farmacêutica, farmoquímica e de biotecnologia de capital 100% nacional, criou um portal exclusivo para médicos com o objetivo de prestar informações sobre tromboembolismo, ocorrência que ficou em evidência em função da pandemia da Covid-19, mas que pode ocorrer em qualquer fase da vida. O portal www.falandosobretrombose.com.br será lançado em 13 de outubro, Dia Mundial da Trombose,  e é voltado para médicos, especialmente cirurgiões.

O tromboembolismo venoso é uma condição que ocorre devido à formação de um coágulo dentro de uma veia profunda, sendo mais frequente em membros inferiores. Embora seja uma condição grave que ocorre especialmente durante cirurgias ou em períodos em que os pacientes permanecem longo tempo acamados, pode ser prevenida ou tratada com a utilização de anticoagulantes. O portal criado pelo Cristália tem como objetivo difundir informações científicas para médicos sobre prevenção e tratamento.

“Decidimos criar uma plataforma de educação à distância que pode ser utilizada por médicos de diferentes especialidades, com destaque para Cardiologia, Ginecologia, Cirurgia Geral e Vascular, Ortopedia e Cirurgia. A plataforma mantém o foco em abordar o tromboembolismo venoso e suas comorbidades correlatas de uma forma objetiva e dinâmica, a partir da expertise de profissionais de destaque em seus campos de atuação”, explica Ricardo Pacheco diretor Geral do Laboratório

 

Os temas da plataforma são abordados em forma de vídeo e estudos por médicos especialistas. Para o lançamento, em 13 de outubro, será realizado um webinar com a presença do Dr. Jawed Fareed. Um dos maiores especialistas mundiais no tema, Dr. Fareed é professor da Universidade de Loyola (Flórida, EUA) e tem inúmeros estudos publicados. Foi convidado também um dos maiores especialistas brasileiros em tromboembolismo, o Dr. Eduardo Ramacciotti, pós-doutor pela University of Michigan, Doutor em Cirurgia Vascular pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Mestre em Técnicas Operatórias e Cirurgia Experimental pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“Com essa iniciativa, especialistas e demais interessados terão mais do que conteúdos consistentes e bem fundamentados para acesso de qualquer dispositivo e em qualquer horário, terão uma experiência diferenciada, otimizada e agregadora para a sua carreira médica”, finaliza Ricardo Pacheco.

O portal conta com uma área com estudos médicos e os conteúdos que podem ser acessados com exclusividade por profissionais que se cadastrarem.

Síndrome de Burnout em anestesiologistas no Brasil

Caro colega anestesiologista,
 
Você está sendo convidado a participar de uma pesquisa intitulada “Avaliação da Síndrome de Burnout nos Anestesiologistas no Brasil”. A Síndrome de Burnout é caracterizada por três dimensões: exaustão emocional, definida pela falta de energia e sentimento de esgotamento emocional; despersonalização, que se refere a rispidez e falta de sensibilidade ao responder às pessoas que são clientes do serviço; e redução da realização pessoal, caracterizada por diminuição dos sentimentos de competência em relação aos ganhos pessoais obtidos no trabalho com pessoas. É uma síndrome relativamente frequente em anestesiologistas de todo o mundo, porém com poucos estudos de prevalência no Brasil. 
A partir dos dados coletados os pesquisadores poderão fazer um mapeamento sobre a prevalência da síndrome de Burnout atualmente no Brasil em anestesiologistas sócios da SBA que responderem ao questionário.
Caso aceite participar, você será redirecionado para uma página para responder ao questionário de diagnóstico validado para este fim, o Maslach Burnout Inventory, e, na sequência, a um questionário sociodemográfico.
 
Sua participação além de espontânea é sigilosa. Não há como nenhum dos dados fornecidos possam ser relacionados aos participantes do estudo. 
 
A profissional responsável pelo estudo é Dra. Liana Maria Tôrres de Araújo Azi, professora adjunta da Universidade Federal da Bahia, que pode ser localizada pelo telefone (71) 3283-8019 ou por meio do e-mail [email protected]
 
Acesse o Termo de Consentimento Liver e Esclarecido (TCLE) 

 

SEDAÇÃO EM PACIENTE CRÍTICO GUIA DE CONSULTA RÁPIDA – Atualização

A SAERN e HUOL elaboraram um guia de consulta rápida para auxiliar na sedação contínua de pacientes críticos.

Desta-se a necessidade de uso de fármacos alternativos devido à escassez de algumas medicações no cenário atual de pandemia.

Acesse a versão atualizada em 23 de junho de 2020, abaixo.

GUIA CONSULTA RÁPIDA HUOL e SAERN 23junho

“Estudo transversal sobre o impacto na rotina dos anestesiologistas durante a pandemia da COVID-19 no Brasil”

Prezado colega anestesiologista,

Você está sendo convidado(a) a participar da pesquisa intitulada “Estudo transversal sobre o impacto na rotina dos anestesiologistas durante a pandemia da COVID-19 no Brasil”, conduzida pelos anestesiologistas Frederico de Lima Jacy Monteiro, Luiz Guilherme Villares da Costa e Fábio de Vasconcelos Papa.

O objetivo primário do estudo é a avaliação transversal de características demográficas e epidemiológicas dos anestesiologistas atuantes no Brasil, relacionados aos impactos decorrentes da pandemia por COVID-19 em termos financeiros, operacionais e de saúde.
Sua participação é muito importante e contribuirá para o mapeamento de medidas reativas e preventivas adotadas pelos anestesiologistas no enfrentamento à crise econômica e sanitária.

Caso deseje participar, o(a) sr(a) será direcionado(a) para uma página contendo o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, Termo de Confidencialidade e o questionário.

O questionário pode ser respondido em menos de 5 minutos.

Acesse clicando aqui

Contamos com a sua participação!

SEDAÇÃO EM PACIENTE CRÍTICO GUIA DE CONSULTA RÁPIDA

A SAERN e HUOL elaboraram um guia de consulta rápida para auxiliar na sedação contínua de pacientes críticos.

Desta-se a necessidade de uso de fármacos alternativos devido à escassez de algumas medicações no cenário atual de pandemia.

GUIA CONSULTA RÁPIDA SAERN

webinar: Intubação Orotraqueal e COVID-19. Como proceder?

Com o intuito de padronizar a conduta no manejo de via aérea ​pelos médicos anestesistas ​adaptando os protocolos nacionais e internacionais à realidade de nosso Estado. O Comitê SAERN/Coopanest-RN desenvolveu um protocolo de enfrentamento à pandemia de COVID-19.

O webinar foi ministrado por Dr Wallace Andrino, Diretor Científico da SAERN.
Gravado no  dia 03 de Abril de 2020.

Material de apoio citado durante o webinar.

INTUBAÇÃO OROTRAQUEAL E COVID-19: COMO PROCEDER?

Barrier Enclosure during Endotracheal Intubation

Expert Recommendations for Tracheal Intubation

MEDIDAS DA CAIXA ACRÍLICA

Delayed sequence intubation: is it ready for prime time?

Consensus statement: Safe Airway Society principles of airway management and tracheal

The Medical Journal of Australia – Preprint only

 

Protocolo manejo de via aérea coronavírus (COVID-19)

Última revisão em 30/03/2020

 Esse protocolo foi desenvolvido pelo Comitê SAERN/Coopanest-RN de enfrentamento à pandemia de COVID-19 no intuito de padronizar a conduta no manejo de via aérea pelos médicos anestesistas adaptando os protocolos nacionais e internacionais à realidade de nosso
Estado.

Acesse o documento completo AQUI

123